por Rui Almeida

 

19 de MAIO 2014

ANTÓNIO NOVO

12 ANOS COM OS ASES

 

 

Pois é, os anos passam e são estes momentos que ficam.

Eu lembro-me perfeitamente do dia em que o António se estreou nos ASES!

Estreou-se ele e também o irmão do Luís Vaz, o Paulo. Foi no Cabo do Mundo.

Foi na época em que o "pessoal de Viana" estava a invadir os ASES e para uma pequena minoria, isso não era bom sinal. Havia muita competição, muita combatividade e os Vianenses andavam forte e duro!

O António sempre pautou a sua presença pela descrição e o seu espírito principal nunca foi o de conquista, antes sim, o de descompressão.

"Ferrem-se todos para aí que eu estou aqui na minha".

Sempre gostou de fazer a sua corridinha, curtir o seu  momento, estar na sua e que ninguém o aborrecesse, pois ele também não gosta de aborrecer ninguém.

Mas eu já o vi aborrecido!

Lembro-me dele me dizer na sua voz tranquila qualquer coisa do género - "Se eu for desclassificado, nunca mais cá apareço!"

12 anos e uma vez aborrecido?

Quem me dera que todos fossem como o bom do António.

Estreou-se em Agosto de 2002 e foi ao pódio por 3 ocasiões.

Há um momento que eu recordo em particular.

Uma corrida em Oiã em que o António estava forte, muito forte.

Eu queria ganhar, precisava de ganhar, mas ele estava mais forte e estava na minha frente.

A dada altura arrisquei tudo para o passar na entrada da reta da meta. Subi o corretor, o kart foi pelo ar, fiquei sem controlo e acertei-lhe em cheio!

Ficamos os dois lá e ele até se podia ter magoado. Estraguei-lhe a corrida e a possibilidade de ganhar.

Como sempre, encarou o "incidente" com naturalidade e passou à frente.

Talvez por minha culpa, nunca ganhou nos ASES.

Estou certo que isso nunca lhe tirou o sono.

Parabéns António e que venham mais 100!

 

 

 

Para a posteridade - o António e os ASES mais "jovens"

 

 

Nos ASES guardamos tudo de quase tudo desde o seu arranque em 1997.

Por acaso não temos nenhuma foto da estreia do António no Troféu dos ASES em Agosto de 2002, mas temos esta que também é de 2002, mas tirada noutra prova emblemática dos ASES - a FESTA dos ASES na versão de Junho de 2002.

E aqui está ele no seu estilo inconfundível e como o descrevi.

Mãos nos bolsos, pensativo e "na sua" como se costuma dizer.

O fato, parece-me que ainda hoje é o mesmo!

 

Lista dos centenários:

Os centenários
1 Rui Almeida
2 Mario Fernandes
3 Ruben Azevedo
4 Luis Vaz
5 Aires Azevedo
6 Hernani Leite
7 Jorge Meireles
8 Fernando Mendes
9 Luis Cunha
10 António Novo

 

E quem são os ASES que estão na berra para virarem Centenários?

Há um que está quase há já alguns anos, mas nunca mais cá vem comer a fatia de bolo - o Miguel Brito.

Ainda assim, para 2014, só mais um piloto está em condições de virar centenário - o João Moreira e depois dele, só mesmo o António Rosa.

Eis a lista ordenada:

  Piloto Corridas
1 Miguel Brito 98
2 João C. Moreira 90
3 João Brito 87
4 João Araújo 86
5 António Rosa 86
6 Luís Carvalho 76
7 Luís Carvalhais 74
8 Luis Gachineiro 70
9 Paulo Sampaio 68
10 Jorge Azevedo 66

 

 

<< Clique aquipara escrever aos ASES