por Rui Almeida

 

10 DE JANEIRO 2009

 

VENTILNORTE APRESENTA-SE NA... LAPÓNIA!

 

Naturalmente que não foi na Lapónia, mas o cenário quase podia transparecer outros locais mais propícios à presença de neve, muita neve!

 

Foi mesmo em Baltar que este cenário aconteceu e uma das três equipas de ASES que vai disputar a mais que aguardada quarta edição do Aventura Empresas apresentou o seu kart com a nova decoração.

Será seguramente uma das fortes formações presentes, pois conta com nomes grandes dos ASES na sua formação.

São eles, Luís Vaz (o nosso campeão), Pedro Vidinha - terceiro em 2007 e 2008, António Rosa (quinto), David Gomes e Paulo Sampaio.

Outra formação de ASES é a Gobulling. Esta formação conta também com fortes argumentos, ou não contasse com o Bi-Campeão da Univ. do Minho João Moreira. Luís Cunha será outro dos experientes elementos a dar o seu contributo, bem como Reinaldo Fonseca que foi um dos pilotos em ascensão no troféu dos Ases em 2008.

Das fileiras desta equipa, fazem ainda parte Eurico da Fonseca, Vitor Fernandes e Paulo Mendes.

Finalmente, temos a formação que é somente a formação com melhor palmarés de sempre no Aventura Empresas com dois títulos 2006 e 2007, bem como um vice-campeonato em 2008. Conta ainda com muitas vitórias à geral e o recorde de subidas consecutivas ao pódio - oito!

Para esta quarta edição, esta equipa que já foi Vertente Confecções e posteriormente KIVIKART, adoptou para esta quarta edição o nome de asespelosares.com., fazendo assim "publicidade" ao sítio oficial do nosso grupo na internet e que é ao mesmo tempo, dentro do meio, o sítio mais visitado.

Conta com um novo elemento na formação, face à ausência de um dos grandes campeões dos Ases - João Brito.

Para o substituir, os Ases "roubaram" à equipa Lmed Pharma - terceira classificada na última edição o jovem e extremamente rápido Tiago Martinho que curiosamente também é um Ás e que Ás!

Tiago Martinho foi o brilhante vencedor da saudosa e única edição do troféu Biland by Ases e participou nalgumas provas do troféu dos Ases no passado.

Os restantes elementos são Rui Almeida, Aires Azevedo e Filipe Matias que estão na formação desde a primeira edição e ainda João Araújo que está na equipa desde a segunda edição.

 

3ªEdição da Resistência da EPI

 

Relativamente à prova de beneficência da EPI organizada por um piloto com já correu nos ASES - Nelson Ruão e que contou com uma armada de ASES, foi vencida por uma equipa de... ASES!

 

Reportagem de Ruben Azevedo...

 

Os pilotos mais rápidos do dia foram Duarte Felix da Costa e Álvaro Parente, tanto nos treinos como na corrida.

 

 

Mas para ganhar é preciso uma equipa coesa e o Eurico "Schumacker" da Fonseca  e Paulo "Massa" Mendes, que começaram por ter o azar de não terem um piloto profissional, receberam em troca o Presidente da Câmara de Paredes, a quem foi concedido, excepcionalmente, um treino livre, durante o qual afinou o set-up do bólide para as condições difíceis da pista.

Posto isto e para que a equipa não ficasse em excessiva vantagem, o autarca foi dispensado de participar na corrida ;-). 

Nos treinos oficiais a equipa optou pelo "low profile", disfarçou e ficou-se pelo 12º lugar.

Logo no 1º turno de condução subiram até ao 5º lugar, enquanto alguns dos profissionais se divertiam a trocar calçadeiras entre eles e os 2 pilotos mais rápidos se foram embora do pelotão. 

Na volta 27 já estavam na cabeça da corrida, que perderam na volta 53 e recuperaram definitivamente na volta 60.

A gana era tanta que o cabo do acelerador partiu e foi a acelerar directamente no carburador que fizeram a melhor volta da equipa, na volta 64. Porque será? ;-)

 

Se o 1º lugar foi integralmente Ases, também no 3º esteve lá o nosso campeão, que batalhou bastante para lá chegar, já que partiu do 11º lugar na grelha. O Luís Vaz passou por mim à 25ª volta quando eu ía em 7º e daí em diante foi sempre a subir.

 

A minha corrida podia ter sido melhor, mas gostei muito.

O meu "chefe de fila" foi o João Barbosa que é um dos melhores pilotos nacionais, mas não chegou a tempo de participar nos treinos. Coube-me a mim, ajudado pela Cristina Silva, de "escolher" o lugar para ele partir da grelha.

Foi o 8º lugar à frente de alguns nomes sonantes, porventura pouco familiarizados em andar de "corta relvas" com slicks numa pista quase seca, mas com duas curvas geladas. 

A "mólhada" no pelotão dos profissionais foi bastante animada e o 1º turno acabou por não ser produtivo para a nossa equipa, mantendo-se o lugar inicial. 

Depois a classificação oscilou entre o 7º e o 10º lugares. A 10' do fim lá estávamos novamente na 8ª posição, quando a gasolina acabou, no ponto mais longe da box!

O João Barbosa que estava ao volante, lá teve de esperar uns longos minutos por outro kart e caímos para o 17 :-(. Só nesse momento é que reparei que eu tinha o fato a cheirar a gasolina - provavelmente o depósito tinhas uma fuga.

 

Corrida da EPI conta com muitos profissionais

 

Baltar vestiu-se de branco na sexta-feira...

 

...e no sábado estava assim!

 

Tiago Martinho é a mais recente "contratação" da equipa dos Ases para a quarta edição do Aventura Empresas