por RUKYMAN

 

 

14 de AGOSTO 2008

 

ASES DE FÉRIAS, MAS POUCO...

 

Tal como muitos outros grupos, os ASES estão em pleno período de férias, de praticamente dois meses este ano!

Estamos a três provas do fim e é o momento de fazer um balanço do que se passou até agora e também de cada um dos pilotos começar a contar espingardas para o assalto às três provas finais!

O troféu dos ASES é tradicionalmente muito competitivo e difícil. No entanto, este ano o número de presenças/prova cresceu um pouco mais, passando para um valor a rondar os 30 pilotos. Ainda assim, continua-se a verificar a pouca propensão para pilotos que “nasceram” noutros troféus virem medir forças com os “nossos” pilotos.

Claro que o troféu conta sempre com forte presença dos pilotos da Universidade do Minho – já houve um ano que praticamente invadiram o troféu e por isso esses já são prata da casa, não contam como “estrangeiros”.

Este ano, apenas Marco Montenegro (Grupo KAPA/kartkup) visitou os ASES em Fátima e não esteve nada mal. Mas foi o único.

Pelo contrário, pilotos que fazem do troféu dos ASES o seu troféu de eleição, têm ido medir forças noutros troféus com resultados francamente positivos.

Rui Almeida, Aires Azevedo, David Gomes, Paulo Sampaio, Ruben Azevedo, Agripino Lima e Eurico da Fonseca são aqueles de quem se tem conhecimento e alcançaram vitórias e vários pódios.

Entre estes de enaltecer Aires Azevedo que apesar de não estar a ter época feliz no nosso troféu, está no entanto a lutar pelo título de campeão no troféu Kartkup onde já alcançou quatro vitórias.

O nosso troféu arrancou em Poiares e marcou o regresso de Filipe Matias aos ASES e às vitórias.

Matias dominou em toda a linha a corrida de Poiares, secundado por António Rosa que também começou muito bem o campeonato. De destacar também a ausência de Luís Vaz nesta prova e naturalmente do Campeão em título Domingos Machado.

Na segunda jornada os ASES viajaram até Vila Nova de Paiva e António Rosa continuou a sua senda vitoriosa naquela que é a sua pista fetiche.

João Moreira também lançou a sua candidatura ao título dos ASES com uma vitória e a nota de destaque foi a primeira vitória de Miguel Brito (Univ. Minho) no nosso troféu.

Como troféu amador mais antigo (a caminho dos 13 anos), Paiva marcou também a entrada de Ruben Azevedo no restrito grupo de 100 presenças nos ASES.

Seguidamente “viajamos” até Fátima, numa jornada que foi uma verdadeira surpresa para todos.

Uma pista muito boa, equipa de campo muito activa que colocou em prática uma ideia muito interessante: A dos “bicos saltitantes”!

Vitórias repartidas e Filipe Matias a regressar à liderança do troféu.

Seguidamente, os ASES rumaram a Leiria e nova mudança de líder no troféu.

Com metade das provas disputadas, João Moreira passou para a frente, mas Pedro Vidinha e Rui Almeida também venceram em Leiria e disseram “presente” na chamada À luta pelo título.

Enquanto que Filipe Matias não pode fazer a deslocação a Leiria, Luís Vaz vencia pela segunda vez e à distância, longe dos primeiros também punha o dedo no ar dizendo: “Estou aqui”.

Leiria marcou também mais uma entrada no grupo dos 100 - Luís Cunha.

Finalmente, na quinta prova os ASES regressaram a Fafe após alguns anos e Filipe Matias voltou a dominar vencendo as duas mangas que disputou, deixando a restante para o jovem rookie “Rukyman”.

Tal como noutros anos, é muito difícil falar num candidato que se destaca.

João Moreira está na frente é certo, mas Filipe Matias tem quatro vitórias e elas contam!

A sua ausência em Leiria não comprometeu a sua candidatura, mas proíbe-o de errar.

Tal como ele, Luís Vaz conta com uma ausência e já tem um resultado fraco (em Fafe). Não compromete, mas dificulta e mais uma falha e é “Adeus” pela certa.

Os restantes são Pedro Vidinha e Rui Almeida que tal como João Moreira, estão praticamente empatados em resultados de relevo.

António Rosa perdeu um pouco de protagonismo e tal como Miguel Brito, David Gomes e principalmente Aires Azevedo deve ter como objectivo máximo, garantir presença no Dream Team da próxima TIT.

A ver vamos…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Luís Vaz não pode falhar mais!

 

Miguel Brito estreou-se a ganhar nos ASES

 

Aires Azevedo tem tido época atribulada dentro dos ASES, mas feliz no Kartkup Challenge

 

Rukyman é o mais jovem vencedor dos ASES somente com 13 anos!

 

 

Comenta esta notícia noFORUMdos ASES!!