por RUKYMAN

25 DE JUNHO 2006

Posição Equipa Laps Diff Best
1 CPRI 344   44.966
2 J.SOARES CORREIA 343 1 Lap 45.060
3 ADT 341 3 Laps 44.899
4 CLUBE MILLENIUM BCP 2 340 4 Laps 45.029
5 CASA DO BENFICA 340 4 Laps 44.717
6 BELENENSES CIMEIRA 339 5 Laps 44.699
7 CASA DO PESSOAL DA RTP 337 7 Laps 44.850
8 CLUBE MILLENIUM BCP 1 336 8 Laps 44.739
9 VIRUS KART 333 11 Laps 45.366
10 GENERALLI KART 332 12 Laps 45.242

Mais 5 equipas...

 

O Team J.Soares Correia conseguiu este sábado um resultado extraordinário na 2ª prova do Challenge Empresas Palexpo do Centro.

Depois de terminar num inglório nono lugar na primeira prova, apesar de ter impressionado pelo seu bom andamento, desta vez o Team JSC fez valer toda a sua experiência de gestão de boxe, adaptando-se muito bem às difíceis condições climatéricas que resolveram apimentar a prova.

Nos treinos a equipa não acertou com a afinação do kart. Este era muito sensível a qualquer reacção no volante e o traçado, desta vez percorrido em sentido contrário também não ajudou à adaptação.

A equipa não foi além do penúltimo tempo, mas seria penalizada por falta de peso e assim acabamos por arrancar do último lugar...

No momento da partida o tempo estava quente, mas com o céu escuro e muito carregado, a chuva poderia aparecer em qualquer altura.

Dada a partida, a nossa equipa fui subindo na classificação e no fim do terceiro turno já estava a lutar pelo sétimo lugar.

A chuva cada vez ameaçava mais e chegaram a cair alguns chuviscos momentâneos.

Seria no entanto no quarto turno de condução (Luís Cunha ao volante) que tudo se precipitou.

A chuva começou a cair com força e nessa altura a equipa decidiu antecipar o primeiro reabastecimento. A pista estava tão lenta que os tempos por volta eram quase o dobro de uma volta normal.

O tempo que se perdeu no reabastecimento foi quase nulo e o Luís era dos pilotos mais rápidos em pista.

No fim do turno já estávamos em terceiro lugar e na volta do líder.

A pista muito difícil e traiçoeira manteve-se por mais um turno. No sexto turno, a pista já estava praticamente seca, mas mais uma vez caiu nova bátega de água com a mesma intensidade, mas por mais tempo.

Com o Jorge Azevedo ao volante, a equipa que já estava em quinto lugar, começou novamente a aproximar-se dos lugares da frente.

As condições muito traiçoeiras da pista e a noite a aproximar-se, conduziu-nos até ao terceiro lugar à entrada do último turno, numa posição estável, ou seja, o segundo estava uma volta à frente e o quarto três voltas atrás.

No entanto, pelas nossas contas, a Palexpo que estava em segundo, deveria ainda fazer uma paragem suplementar e isso dava-nos alguma esperança.

Com o tempo a passar e sem essa equipa parar tudo parecia que estávamos enganados.

O golpe de teatro deu-se a 10 minutos do fim com a Palexpo a ser penalizada por excesso de turno e a dar-nos de bandeja o segundo lugar.

Foi o prémio merecido de uma equipa que soube manter a cabeça fria nos momentos mais quentes da prova.

 

Não te esqueças de comentar a prova no FÓRUM dos ASES!!