ANEXO A - RECLAMAÇÕES/PENALIZAÇÕES

1: Âmbito da actuação da Organização do Troféu (OT)

 

Cabe à OT a responsabilidade de conferir a utilização de lastros (pesos) definida pelo regulamento, bem com apelar para o respeito de princípios gerais de “Boa Conduta” por parte dos pilotos participantes.

Só em casos extremos de má conduta, como agressões, atitudes irresponsáveis que ponham em causa a integridade fisica de terceiros ou outras de gravidade reconhecida, a OT usará o seu estatuto de organizador para tomar decisões que podem chegar a um limite de exclusão do campeonato.

2: Definição de Incidente

 

Incidente significa qualquer ocorrência ou série de ocorrências, envolvendo um ou mais pilotos, ou qualquer acção por parte de um piloto, que seja reportada à OT.
 

3: Tipos de Incidente

 

Constituem incidentes as seguintes acções praticada por um condutor:

  • Falsa partida

  • Posicionamento incorrecto na grelha de partida

  • Não respeitar indicações

  • Não respeito pela bandeira azul

  • Ultrapassagem com a bandeira amarela

  • Entrada em pista sem o respeito pelas normas de segurança

  • Calçadeira

  • Forçar outro Condutor a sair da pista

  • Toque lateral (curva/ travagem)

  • Toque traseiro (curva/ travagem)

  • Toque deliberado a outro concorrente

  • Utilização das bermas/ atalhar para ultrapassar

  • 2 mudanças de direcção (para evitar ultrapassagem) [Depois de defender, pode ir buscar a trajectória de novo (uma vez), não pode é andar aos SS’s ...]

4: Modo de interação Concorrente/Organização do Troféu (OT)

Nas provas do Troféu dos ASES não existe Direção de Prova promovida pela Organização do Troféu (OT), contudo isso não significa que um piloto não possa manifestar o seu desagrado sobre a conduta/actuação de um adversário.

Até à presente data, a OT sempre se excluiu de tomadas de posição/decisão sobre comportamentos pelos seguintes factores:

1.            a utilização de frotas como a do KIVIKART, com frontais amovíveis, serviu como medida dissuasora de calçadeiras ou ultrapassagens mais musculadas

2.            a própria OT é concorrente, logo, parte interessada.

3.            a OT não pode agir sem ter evidencias concretas, sejam elas dos pilotos envolvidos ou de outros que tenham visto o incidente.

4.            O Regulamento dos Ases é omisso quanto a penalizações por incidentes entre pilotos.

Para 2019, a OT decidiu regulamentar esta matéria nos seguintes termos:

a)           Serão admitidas como prova do comportamento dos pilotos quaisquer gravações obtidas durante a corrida, seja do piloto reclamante ou de outros que o reclamante obtenha.

b)           Para que o incidente seja analisado pela OT, o piloto reclamante deverá manifestar o seu protesto (menos de 10 linhas) até à Segunda-Feira posterior à prova em questão, devendo identificar a corrida, o piloto envolvido, enviando também o vídeo.

c)            O vídeo enviado deverá corresponder pelo menos ao período de tempo de 1 minuto antes e 1 minuto após o incidente sob pena de não ser aceite pela OT.

d)           A OT pode recusar-se a analisar a gravação se considerar que a mesma foi alvo de edição e/ou corte.

e)           A OT pode requerer ao piloto o envio da gravação completa da Manga caso assim entenda.

f)            Recebida uma reclamação, a OT envia o(s) vídeo(s) para o piloto visado, para que este relate a sua versão acontecimentos (máximo 10 linhas).

g)           O piloto visado deverá prestar a sua versão dos facto no prazo de 48h a contar da data e hora de envio do email pela OT.

h)           Para os devidos efeitos todas as comunicações e/ou notificações aos interessados serão realizadas por correio electrónico, utilizando a OT para esse efeito o email: info@asespelosares.com 

i)             A OT enviará o(s) vídeo(s) a pelo menos três pilotos (sempre um número impar) juntamente com os relatos dos pilotos envolvidos, devendo estes pronunciar-se sobre a sua visão do incidente.

j)            A pronúncia terá obrigatoriamente de ser: Incidente de Corrida ou Acidente com identificando o piloto culpado

k)           A aplicação de sanção disciplinar está dependente de uma maioria de 2/3 da resposta dos pilotos nomeados.

 

5: Penalizações

 

As penalizações que podem ser atribuídas pela OT são as seguintes:

  • Aviso

  • Penalidade em tempo

  • penalidade em lugares na grelha de partida de uma corrida seguinte

Penalidade

Observações

Aviso

Se não houve consequências importantes no acidente

Penalidade em tempo

Se houve consequências relevantes no acidente, tais como perda de lugar ou lugares, até à desistência

Penalidade em lugares de grelha de partida

Acidente que provoque a desistência do lesado ou reincidencia em situações de corrida

Exclusão do Campeonato

Numa situação extrema, que ponha em causa os princípios dos ASES PELOS ARES ou a segurança dos outros Condutores, pode a OT optar pela solicitar à organização a exclusão de determinado piloto (neste caso a comunicação da penalidade será efectuada directa e pessoalmente ao piloto)


 

5: Notas Finais

 

As situações e penalizações ficarão em arquivo para futuras análises e ponderação de atenuantes ou agravantes

 

<< Clique aquipara escrever aos ASES