Regulamento do Troféu Ases pelos Ares

1: Definição/Generalidades

O Troféu ASES PELOS ARES 2016 é organizado pelos Ases Pelos Ares com o apoio do KIVIKART – Kartódromo Interpistas de Viana.

Este regulamento, bem como a calendarização, informações gerais e inscrições nas provas, serão dadas a conhecer na página oficial do campeonato - www.asespelosares.com.

O troféu é constituído por oito provas.

As provas disputar-se-ão mesmo em condições de chuva, a não ser que os responsáveis do kartódromo considerem não haver condições para o efeito.

Não é obrigatório que os concorrentes façam um número mínimo de provas.

Não é necessário possuir qualquer tipo de equipamento especial.

É obrigatório o uso de capacete fechado, mas os kartódromos fornecem-nos aos pilotos que o solicitarem.

Aconselha-se o uso de luvas e roupa confortável, não demasiado larga.

 

2: Ranking e Prioridades

Os concorrentes que já tenham participado nalguma prova da época em curso ou das últimas épocas, constam de um Ranking “qualidade” dos ASES, bem como de uma Tabela de Prioridades.

O Ranking é uma seriação dos pilotos baseada nas suas classificações.

O ranking pretende ordenar os pilotos de acordo com o seu potencial e tem como único objectivo ser uma ferramenta na distribuição equilibrada dos pilotos, sempre que for necessária a formação de grupos.

O ranking dos ASES está sempre publicado e actualizado neste link. Ranking

A Tabela de Prioridades destina-se a estabelecer a ordem de preferência nas Inscrições, nos casos em que não é possível aceitar todas as Inscrições.

A filosofia subjacente a esta tabela é dar prioridade aos pilotos que têm participado de forma mais assídua.

A tabela de prioridades pode ser encontrada no link "Inscrições" da página principal.

Os pormenores de constituição da tabela, bem como a sua regulamentação podem ser encontrados no link abaixo:

Regulamento das inscrições

 

3: Inscrições

A organização colocará na página oficial do campeonato a abertura das inscrições, a lista de inscritos e informações genéricas e/ou importantes relativas a cada prova.

Não serão nunca colocados valores envolvidos.

As inscrições far-se-ão prova a prova de acordo com o calendário.

O número máximo de inscrições depende do número de karts disponibilizados.

A ordem das inscrições fica dependente do ordenamento da tabela de prioridades.

Cada prova (GP) só será realizado com um número mínimo de concorrentes que é estipulado pelo kartódromo.

Se alguma prova não se puder realizar devido a condições climatéricas desfavoráveis ou outras, a organização do campeonato tentará encontrar nova data para a sua realização.

Se não for encontrada nova data, considera-se essa prova anulada.

 

4: Estrutura organizativa

A Organização do Troféu ASES PELOS ARES é independente na Direcção de Prova – Esta é mantida pelo KIVIKART e será responsável pelo decorrer do GP dos aspectos relacionados com o comportamento em pista.

Tem o poder de avisar os concorrentes com comportamento incorrecto e de penalizar esses pilotos em caso de reincidência, tendo por base o documento com regras de comportamento em pista (Anexo A deste regulamento)

Antes de cada prova realizar-se-á um briefing com uma parte da responsabilidade da Comissão Organizadora e outra parte da responsabilidade da Direcção de Prova e que é obrigatório para todos os pilotos.

 

5: Estrutura das provas

 

Haverá  em todos os GP, treinos cronometrados para estabelecer a grelha de partida para as provas.

Cada concorrente fará os treinos cronometrados com o kart que lhe for atribuído por sorteio.

Um piloto pode solicitar a troca de kart antes dos treinos cronometrados começarem, mas partirá sempre do último lugar da grelha de partida para a corrida.

Durante os treinos, os concorrentes não poderão trocar de kart a não ser por avaria comprovada por elemento do kartódromo.

Independentemente da situação que motive a troca do kart, o piloto sairá sempre do último lugar da grelha de partida, com excepção do seguinte:

O piloto nunca em momento algum poderá sugerir a troca do kart, pelo contrário, a iniciativa da troca terá de ser IMPOSTA pelo organizador.

Não havendo possibilidade de efectuar todas as trocas solicitadas, elas far-se-ão por ordem inversa da classificação nos treinos até esgotar os karts de reserva.

Se houver mais do que um piloto a solicitar a troca de kart, a integração na grelha de partida será feita do pior classificado para o melhor.

A participação nos treinos é obrigatória para todos os concorrentes. A ausência de participação nos treinos relegará o piloto para o último lugar da grelha de partida.

Se houver mais que um piloto que não tenha participado nos treinos, os últimos lugares da grelha de partida serão seriados pela tabela de inscrição.

 

6: Formato das corridas

 

Existem dois modelos de GP, dependendo do número de karts disponíveis e do número de pilotos inscritos.

Na falta de karts suficientes para o número de inscritos, usar-se-á o modelo denominado por “ABC”.

 

Grandes Prémios do tipo "ABC":

1 - Os pilotos inscritos serão divididos por três grupos (A, B e C).

Cada grupo fará duas corridas, cada uma delas com os elementos de cada um dos outros grupos (Corrida AB, Corrida BC e Corrida AC)

2 - Estes GP serão constituídos por três séries de treino cronometrado e corrida (Corrida AB, Corrida BC e Corrida AC) em que cada piloto só pode disputar duas corridas.

3 - A ordem das 3 corridas (Corrida AB, Corrida BC e Corrida AC) será sorteada.

4 - Os karts são distribuídos aleatoriamente antes dos treinos cronometrados. Nenhum piloto terá o mesmo kart nas corridas em que participar.

5 - A Grelha de partida da corrida é formada a partir da melhor volta efetuada na série de treinos cronometrados correspondente.

6 - Cada corrida conta como corrida individual para a classificação do campeonato.

 

Grandes Prémios de tipo "DUPLA CORRIDA" (escolhido por defeito).

1 - Estes GP serão constituídos por duas séries de treino cronometrado e corrida (Corrida 1 e Corrida 2).

2 - Os karts são distribuídos aleatoriamente antes dos treinos cronometrados. Nenhum piloto terá o mesmo kart em ambas as corridas.

3 - A Grelha de partida da Corrida 1 é formada a partir da melhor volta efectuada na primeira série de treinos cronometrados. A Grelha de partida da Corrida 2 é formada a partir da melhor volta efectuada na segunda série de treinos cronometrados.

4 - Cada corrida conta como corrida individual para a classificação do campeonato.

 

7: Lastros

 

Foi estabelecido como "peso de referência" 78 kg, ou seja, o peso mínimo à saída do kart é de 78kg.

Quando pesado, o peso do piloto à saída do kart nunca poderá ser inferior a 77,8kg.

Todos os pilotos serão pesados antes da primeira sessão de treinos.

É da responsabilidade de cada piloto, munir-se do lastro que achar necessário e conveniente, por forma a ter o peso de referência à saída do kart em cada sessão de treinos cronometrados ou corrida.

O KIVI dispõe de lastro suficiente para todos os pilotos.

O limite de peso colocado no kart é de 20kg, ou seja, pode acontecer que um piloto que pese menos de 58kg, não atinja o peso de referência.

A Direcção de Prova fiscalizará sempre que entender, os três (3) primeiros nas sessões de treinos cronometrados e/ou corridas e pode fiscalizar por amostragem ou reclamação, o peso de qualquer outro piloto, em qualquer altura da prova, aplicando a respectiva penalização no caso de ser detectada alguma irregularidade.

 

8: Penalizações

Todos os concorrentes serão sujeitos a penalizações, de acordo com o anexo A a este regulamento e que envolvam situações relacionadas com:

- Condução imprudente nas boxes

- Condução Antidesportiva

- Atalhações

- Falsas partidas

- Lastro inferior ao devido

 

As penalizações por escassez de lastro, são:

- Nos treinos: 0,2s por cada kg em falta

Exemplo 1: 100g a menos = 0,2s

Exemplo 2: 1,1kg a menos = 0,4s

Exemplo 3: 2,1kg a menos = 0,6s

- Na corrida: Acrescenta ao tempo total de corrida, 0,4s por cada kg em falta vezes o n.º de voltas efectuadas pelo piloto.

Exemplo 1: 100g a menos, 15 voltas => penalização de 6s;

Exemplo 2: 1,1kg a menos, 15 voltas => penalização de 12s no tempo total de corrida

 

9: Pontuação

No final de cada prova serão atribuídas a cada piloto, as seguintes pontuações:

1º 210, 2º 190, 3º 180, 4º 170, 5º 160, 6º 150, 7º 140, 8º130, 9º 120, 10º 110, 11º 100, 12º 90, 13º 80, 14º 70, 15º 60, 16º 50, 17º 40, 18º 30, 19º 20, 20º 10.

Do 21º em diante a pontuação será de 9, 8, 7 e assim sucessivamente.

Haverá também pontos para as melhores voltas na sessão de treinos cronometrados, bem como nas corridas. São considerados como pontos extra:

1º 11, 2º 9, 3º 8, 4º 7, 5º 6, 6º 5, 7º 4, 8º 3, 9º 2 e 10º 1 ponto.

10: Classificação do Campeonato

Para a classificação no campeonato contam as N-2 melhores classificações de cada piloto, sendo N o número de corridas do campeonato.

Para os resultados não aproveitados considera-se o somatório dos pontos obtidos na corrida mais os pontos extra dessa corrida.

Se um piloto for desclassificado de uma corrida, essa corrida contará sempre para as contas finais do campeonato.

Para um piloto ter a pontuação respectiva de uma corrida terá de cumprir 50% da distância da corrida mais uma volta em caso de tempo seco.

No caso de uma corrida com piso molhado, a distância terá de ser de 40% mais uma volta.

Em caso de empate, vencerá o piloto que tiver mais 1ºs lugares, 2ºs, 3ºs e assim sucessivamente até o desempate se verificar.

 

11: Casos Omissos

Cabe à comissão organizadora deliberar sobre casos omissos do regulamento.

ANEXO A

Taxas / Pagamentos:

O valor de cada corrida deverá ser pago antecipadamente, por transferência bancária para a conta dos Ases pelos Ares.

 

9.1665345.000.001

IBAN PT50 0010 0000 1665 3450 0014 1

 

<< Clique aquipara escrever aos ASES