por RUKYMAN

14 de NOVEMBRO DE 2010

Grande Prémio de OIÃ II

 

 

Luís Vaz Campeão

Jorge Meireles Centenário

Vitórias de Tiago Martinho e

Luís Vaz

 

 

Terminou este sábado a 13ª edição do troféu ASES PELOS ARES com o título a ir parar às mãos de Luís Vaz pela sexta vez.

Além de ter acrescentado mais um título ao seu recorde, Vaz resolveu juntar mais um ao seu já extenso rol de recordes: Tornou-se no primeiro a conseguir o tri-campeonato, deixando a companhia de Rui Almeida e João Brito que tinham conseguido dois títulos consecutivos.

Mas esta prova tinha outros pontos de interesse, pois o título de Vaz, estava mais que anunciado.

Quem iria ficar em segundo?

Rui Almeida ou Aires Azevedo?

E Tiago Martinho, conseguiria ao menos chegar ao pódio, depois dos azares que o perseguiram na segunda metade do ano?

E a TIT 2011, quem seria o sexto mosqueteiro dos ASES?

Hernani Leite ou Rukyman?

Antes de responder a isto tudo, começar por dizer que este prova registou a mais curta lista de inscritos dos 13 anos de edições do torneio - 12 pilotos. A justificação parece estar relacionada com o facto de estarmos numa fase de decisões e todos querem ir à Taça Inter-Troféus, prova que os ASES se orgulham de terem sido co-fundadores e co-mentores.

A TIT é hoje uma prova mítica e todos querem lá estar, mas nem todos conseguem.

Hoje já não existe muito aquele conceito de fidelização a um grupo e muitos pilotos participam em vários torneios, tentando conseguir um lugar num deles. Com vários grupos a terem provas no sábado e face à propalada "crise", há que optar e muito bem!

Relativamente à prova, começar por dizer que o tempo apresentou-se bastante coberto, com chuviscos aqui e ali, mas nunca molharam a pista de forma suficiente para os tempos subirem para valores de pista molhada.

Outro aspecto e este muito positivo, foi a qualidade e a manutenção da frota Birel que ainda está nas mãos de Oiã.

Pelo menos os três primeiros nas duas corridas, foram extremamente coerentes nos seus tempos, fosse qual fosse o kart que tivessem em mãos. Além disso, analisando a diferença entre o melhor e o pior, tivemos meio segundo!

Dois pilotos acabaram por se destacar de todos os outros - Luís Vaz e Tiago Martinho. Dominaram as duas corridas, uma vitória para cada um, deixando um esforçado Rui Almeida também sempre na terceira posição.

Depois veio o resto do pelotão.

Na primeira corrida, Vaz fez a pole e saindo Martinho a seu lado. Vaz arranca muito mal, deixando Martinho na frente.

Luís Vaz parecia mais rápido, mas Martinho defendeu-se sempre muito bem. Rui Almeida perseguiu este duo sempre toda a corrida, ora a ganhar um décimo, ora a perder outro. A análise das voltas mostrou uma igualdade de andamento impressionante e por isso, os três seguiram sempre em fila indiana até ao fim.

Atrás, Aires Azevedo perdia esta primeira batalha e estava agora à mercê de Tiago Martinho, enquanto que o jovem Rukyman, ganhava o primeiro round rumo à TIT terminando no quarto lugar.

Para a corrida final, os protagonistas foram os mesmos, agora com Rui Almeida a obter a pole-position, Luís Vaz ao lado e Martinho logo atrás.

Tal como muitas vezes ao longo do ano, os mais de 80kg de Almeida não ajudaram nada na largada e este viu-se ultrapassado por Vaz e três voltas depois, Tiago Martinho também surpreendeu o seu adversário e este desceu ao terceiro lugar onde terminou mais uma vez.

relativamente à vitória, o filme foi o mesmo, mas agora com as posições invertidas. Martinho pressionou a corrida toda, mas nunca conseguiu ultrapassar Vaz, que assim comemorou o seu título com mais uma vitória - a quadragésima!

Desta vez, Aires Azevedo redimiu-se e foi quarto, mas não conseguiu segurar o pódio final.

Relativamente aos mosquiteiros para a TIT, se Luís Vaz, Rui Almeida, Tiago Martinho e Aires Azevedo estavam garantidos, João Araújo fez o necessário para carimbar o que estava praticamente garantido, o jovem Rukyman acabou por ganhar a sua luta particular com Hernani Leite, garantindo a presença na sua primeira época completa.

 

RESULTADOS:

 

TREINOS_A

CORRIDA_A

 

TREINOS_B

CORRIDA_B

 

Nesta prova comemoraram-se as 100 corridas para Jorge Meireles