por RUKYMAN

19 DE OUTUBRO 2010

Grande Prémio do CABO DO MUNDO

 

Luís Vaz quase campeão

Ruky Iceman o mais pontuado

Primeira pole para Cristiano Amaro

 

Primeira passagem pela meta da corrida AC com João Araújo a liderar, seguido de Aires Azevedo e ainda Rukyman, David Gomes, Luís Vaz e José Aguiar

 

Disputou-se no último sábado a sétima prova do Troféu Ases Pelos Ares no “velhinho” traçado do Cabo do Mundo.

Atenção que “velhinho” não quer dizer que esteja gasto ou obsoleto, aliás, bem pelo contrário! Ainda hoje é sem dúvida dos traçados mais interessantes, cheio de técnica e segredos. Diz-se (e eu concordo) que quem andar bem ali, anda bem em qualquer lado e o contrário pode não ser verdade.

O Cabo do Mundo merecia uma frota melhor, mais actual e seria sem dúvida um caso de sucesso novamente.

Ainda assim, as gentes do CM têm feito um esforço meritório no sentido de a manter a um nível que permita fazer umas provas interessantes e equilibradas. E foi precisamente numa fase decisiva do nosso troféu que visitamos o CM. A frota não estava o supra sumo do equilíbrio e aconteceram alguns percalços, mas também é verdade que algumas das diferenças encontradas se justificam pelos tais segredos que esta pista encerra e que nem todos chegam lá ao mesmo tempo.

Registaram-se 23 presenças separadas em 3 grupos.

No grupo A estavam os 10 primeiros do campeonato que ficaram a assistir a uma primeira manga com os 13 pilotos restantes.

 

1ª MANGA

Vitória de José Aguiar, seguido de Vitor Ramos e Pilar Lima

 

Podiam não estar os 10 primeiros do troféu, mas nem por isso a corrida foi menos interessante ou competitiva. Aliás, foi a manga mais rápida e onde foram obtidos os melhores tempos.

Vitor Ramos, embalado com a vitória de Guimarães obteve a pole-position com um tempo que não mais seria batido ao longo da jornada – 53,440.

No arranque Ramos tomou a dianteira logo seguido de Pilar Lima e de José Aguiar.

Enquanto Ramos se ia afastando, Pilar defendia o seu segundo lugar como podia.

Após ultrapassar Pilar Lima, José Aguiar arranca para uma brilhante recuperação que o levou à liderança na penúltima volta!

Pilar Lima foi uma tranquila terceira classificada, seguida de António Rosa, Ruben Azevedo e António Novo.

 

2ª MANGA

Vitória de Rukyman, Cristiano Amaro brilhante segundo e Luís Carvalhais terceiro

 

Na segunda manga entravam em acção os 10 primeiros do troféu e nos treinos aconteceram algumas surpresas, a principal a ser o melhor tempo de Cristiano Amaro.

Sem colocar em causa a competitividade de Amaro, a verdade é que o capricho do regulamento colocou nesta manga vários pilotos a necessitar de muitos kilos de lastro: Só quatro deles necessitavam de quase… 60 quilos!

Como não havia lastro para todos, a organização decidiu que o lastro seria distribuído por ordem de classificação no troféu, ou seja, os primeiros teriam de ser lastrados.

E desta forma, Cristiano Amaro (15 kg) e Fausto Morais (12 kg) entre outros, participaram nesta manga sem lastro ou com menos do que aquele que deveriam levar.

No arranque Amaro saiu na frente, logo seguido do jovem Rukyman e de Fausto Morais.

Rapidamente Rukyman assumiu a liderança e foi-se afastando, enquanto que Cristiano Amaro fazia uma prova solitária no segundo lugar.

Já o último lugar do pódio teria mais luta, com Fausto Morais a aguentar os ataques de Luís Carvalhais quase até ao fim, mas acabou por “morrer na praia”, ou seja, ao ser definitivamente ultrapassado em cima da meta!

Quanto às principais lutas do campeonato, foi tudo muito fraco.

Rui Almeida quinto, Tiago Martinho sétimo, Luís Vaz com o seu pior resultado – nono e Aires Azevedo… décimo terceiro!

 

3ª MANGA

Aires Azevedo com a sua terceira vitória da época. João Araújo segundo e Rukyman terceiro

 

Para a última corrida do programa, novamente os 10 primeiros agora a encontrar o terceiro sub-grupo.

Aires Azevedo redimiu-se e obteve a pole-position. A seu lado João Araújo que reencontrou a primeira fila da grelha.

Esta corrida foi a mais interessante e competitiva com luta inicial a três – Aires Azevedo, João Araújo e novamente o jovem Rukyman que terminou como o piloto mais pontuado da jornada.

No início ainda houve algumas trocas de posição, mas assim que Azevedo assumiu o primeiro lugar, foi-se afastando gradualmente, obtendo também a melhor volta.

O Iceman ainda deu luta a Araújo, mas este, mais experiente acabou segundo.

O quarto lugar foi para Rui Almeida, seguido de David Gomes, enquanto que Luís Vaz e Tiago Martinho voltaram a não ser muito felizes, principalmente este último que necessitava de (bons) resultados como que de pão para a boca.

O troféu termina em Oiã a 13 de Novembro onde muita coisa ainda está por decidir.

 

Resultados:

 

Corrida BC

           Corrida AB

                      Corrida AC

________________________________________________________________________________

Cristiano Amaro esteve em excelente nível no Cabo do Mundo

 

Depois de Guimarães, Pilar Lima sobe desta vez ao pódio

 

Rukyman colocou-se em boa posição para garantir presença na TIT 2011

 

Aires Azevedo conseguiu dar a volta por cima na segunda corrida, depois de uma primeira manga bastante infeliz