por RUKYMAN

28 DE FEVEREIRO 2010

Grande Prémio de Fafe

 

Corridas disputadas no sistema ABC

Luís Vaz vence as suas mangas

Aires Azevedo comemora 100 corridas nos ASES com mais uma vitória

 

Aires Azevedo e o seu 'bolinho' comemorativo de 100 corridas disputadas nos ASES

 

Pode-se dizer que o tempo condicionou a prova de arranque do troféu dos ASES.

Primeiro porque mercê dos avisos de difíceis condições climatéricas alguns (compreensivelmente) optaram por não fazer a deslocação a Fafe e depois porque essas mesmas condições climatéricas acabaram por aniquilar durante a noite o sistema de cronometragem do circuito, vendo-se a organização na contingência de fazer o tratamento da informação no chamado sistema... "a olho".

Apesar de tudo, as corridas disputaram-se em condições ditas normais para a época e os receios de forte temporal não se verificaram na região de Fafe, ou seja, as corridas disputaram-se com a pista molhada e alguma chuva, mas não não mais do que isso.

Mercê dos problemas com o sistema de cronometragem, a organização optou por continuar com o programa, ordenando as grelhas de partida pelo ranking qualidade dos ASES e fazendo o tratamento das corridas à vista.

Naturalmente que a regra que se adoptou beneficiou uns em detrimento de outros, mas qualquer que fosse a regra que se viesse a adoptar, haveriam sempre beneficiados e prejudicados.

O campeonato é longo, há resultados a excluir e certamente não será por causa de Fafe que todos não terão possibilidades de lutar pelos seus objectivos.

Relativamente às presenças, de salientar a estreia de dois pilotos - Fausto Morais e António Couto.

Ambos estiveram muito bem, apesar das suas prestações terem sido condicionadas pela regra imposta face aos problemas de cronometragem. Ainda assim, António Couto alcançou um bom quinto lugar na sua segunda manga.

Tivemos o regresso de António Matos aos ASES, João Rebelo Martins também decidiu fazer uma perninha (esperemos que tenha continuidade) e finalmente a comemoração das cem corridas de Aires Azevedo.

Também de salientar a presença de alguns pilotos que já deram algumas alegrias a este grupo em presenças "internacionais", o caso de Filipe Matias e João Araújo.

CORRIDA 1 - Luís Vaz foi um dos beneficiados com o problema na cronometragem. Saiu sempre da pole-position num circuito onde esse lugar é importante. No entanto também é preciso dizer que venceu as duas mangas que disputou com algum avanço, ou seja, onde demonstrou sempre ser o mais rápido.

Aires Azevedo saiu a seu lado, do lado esquerdo que aqui em Fafe é um lugar bastante ingrato principalmente se a pista está molhada.

Ainda assim, não teve dificuldades e também foi um tranquilo segundo classificado.

O terceiro foi o jovem Ruky Iceman que fez uma prova muito interessante. Face ao seu alto valor no ranking dos Ases, teve de fazer uma prova de trás para a frente, ultrapassando sucessivamente Ruben Azevedo, Hernani Leite, Luís Carvalhais e finalmente Filipe Matias fixando-se assim no terceiro lugar.

Corrida 2 - Desta vez foi Aires Azevedo que saiu da pole-position e também não teve dificuldades em curvar em primeiro lugar, acabando por fazer uma corrida muito tranquila.

Rui Almeida foi quem saiu a seu lado, mas na primeira curva perdeu dois lugares para Paulo Sampaio e Luís Carvalhais. No entanto, conseguiu recuperar o segundo lugar e por aí ficou, já que apesar de ter conseguido chegar-se ao líder, os andamentos eram muito equivalentes e por isso sem veleidades de ir mais além.

O terceiro foi João Araújo que tal como outros, viu a sua prova penalizada pelo facto de sair cá de trás.

A terceira e última manga viu novamente Luís Vaz sair da pole e fazer novamente uma prova tranquila rumo a mais uma vitória, enquanto que a seu lado saía Rui Almeida que mais uma vez, na saída da primeira curva já tinha perdido dois lugares.

No entanto, o primeiro líder foi Paulo Sampaio que conseguiu surpreender Vaz na travagem no final da recta da meta.

Foi sol de pouca dura, pois na passagem pela linha de meta, já era Vaz que liderava rumo à vitória.

O segundo foi Filipe Matias, que fez também uma prova muito tranquila enquanto que Rui Almeida acabou por terminar em terceiro lugar.

Almeida fez um pião na segunda volta, num momento em que o pelotão ainda seguia compacto e caiu assim para os últimos lugares. Daí e até final encetou uma boa recuperação culminando com a obtenção do último lugar do pódio.

O breafing foi escutado atentamente por todos e as corridas disputaram-se sem incidentes

 

Run: CORRIDA 1 Run: CORRIDA 2 Run: CORRIDA 3
Pos. Name Pos. Name Pos. Name
1 Luís Vaz 1 Aires Azevedo 1 Luís Vaz
2 Aires Azevedo 2 Rui Almeida 2 Filipe Matias
3 Ruky Iceman 3 João Araújo 3 Rui Almeida
4 Filipe Matias 4 Paulo Sampaio 4 David Gomes
5 Luís Carvalhais 5 Jaime Teixeira 5 António Couto
6 Ricardo Rocha 6 Luís Carvalhais 6 Paulo Sampaio
7 Hernani Leite 7 David Gomes 7 Jaime Teixeira
8 João Araújo 8 Jorge Meireles 8 Ricardo Rocha
9 João Rebelo Martins 9 João Rebelo Martins 9 Ruben Azevedo
10 Mário Fernandes 10 António Couto 10 Iceman
11 Jorge Meireles 11 Hernani Leite 11 Alegria Paulo
12 Alegria Paulo 12 Fausto Morais 12 Fausto Morais
13 António Matos 13 Mário Fernandes 13 António Matos
14 Ruben Azevedo